18 anos do Grupo assistencial SOS VIDA – hora de agradecer – Feliz 2016

18 anos do Grupo assistencial SOS VIDA

20141107_195639

Estamos entrando na “maior idade” – 18 anos…

São 18 anos servindo aos irmãos – principalmente os que mais precisam…

Enfrentamos juntos discriminações e exclusões vindas das mais diversas áreas…vencemos…

Enfrentamos perseguições…quem nos perseguiu (no campo politico) passou…nós continuamos…

Um dos projetos da coordenação nacional da Pastoral da AIDS – CNBB foi Incidência politica (capacitando os agentes para participarem em instancias de controle social)…Dora Pires que faz parte da diretoria do SOS VIDA e coordenadora da Pastoral da AIDS -CNBB / Diocese de Petrópolis, foi a primeira mulher e representante da sociedade civil a ocupar a presidência do Conselho municipal de Saúde representando a Mitra de Petrópolis ( Igreja católica ).

Ocupamos por dois mandatos a Secretaria executiva do Fórum de ONG AIDS do estado do Rio, participamos de vários conselhos em nossa cidade, nosso presidente de honra foi eleito Secretario executivo da REDLACVO+ ( Rede Latino Americana e Caribenha de ações voluntarias no combate ao HIV / AIDS)…mais informações sobre nossa trajetoria visitem nosso site http://grupososvida.org.br/

logo REDE LATINO

Aceitamos o desafio de provocar as Igrejas na criação da Pastoral da AIDS – CNBB como sócio fundador (nosso presidente de honra Antonio Pires – Cal) http://pastoralaids.org.br/ e por mais de 10 anos esteve na coordenação nacional nos primeiros passos deste serviço da Igreja católica em nosso pais…

Setor de Psicologia – dentre os serviços oferecidos esta o setor de psicologia que tornou se referencia na região graças a uma parceria com a UCP – Universidade Católica de Petrópolis que nos encaminha anualmente estagiários do curso de Psicologia e contribuímos na formação de estudantes – mais de 260 hoje Psicólogos que saíram com um olhar diferenciado para muitas questões psico sociais…os atendimentos são ambulatoriais (em nossa sede), hospitalar e domiciliar…uma das primeiras supervisoras dos estudantes de Psicologia foi a Mestre Dra. Elisameli Vilhena que com muita dedicação e carinho ate os dias atuais nos acompanha…

Banco de horas de medicinaDr. Dinizar de Araujo Filho nos ajudou na formação deste serviço em que vários seus colegas (médicos) atendem gratuitamente nossos encaminhamentos proporcionando um atendimento parido em muitas demandas…

Setor jurídico – graças a uma parceria com a UCP – Universidade Católica de Petrópolis através do NPJ (Núcleo de praticas jurídicas) encaminhamos vários assistidos quando deste serviço necessitam…

Distribuição de cestas básicas, enxovais para crianças, material escolar, corte de cabelos, refeições na instituição – são alguns dos serviços que oferecemos aos nossos assistidos…

Queremos aqui registrar nossos mais sinceros agradecimentos aos muitos voluntario que durante estes 18 anos ainda estão conosco e tantos outros que passaram deixando sua marca…aos assistidos que em nós depositou suas dores e confiança na busca de solução para suas demandas…

PADRE QUINHA BANER SOS VIDA

ao Padre Quinha que por muitos anos nos motivou…acompanhou…sofreu…participou da nossa diretoria e da Pastoral da AIDS – CNBB / Diocese de Petrópolis…foi fundamental sua participação conosco…

ouça nosa radio 200

A cerca de 2 anos iniciamos o projeto da Web radio SOS VIDA e graças a muitos apoios dentre eles destacamos o Curso de jornalismo e comunicações da Estácio de Sá que nos apoia na condução deste desafiador projeto…http://sosvida.maxisite.com.br/ ou http://tunein.com/radio/Sos-Vida-s233123/

Agradecemos a Deus que nos utiliza para esta missão…

nossa mãe Maria que nos protege…

minha família que soube compreender e me apoiar em muitos momentos nesta caminhada…

obrigado sempre..

Antonio Pires ( Cal ) e equipe do Grupo assistencial SOS VIDA

Autor:

O Grupo Assistencial SOS VIDA nasceu legalmente em 28 de março de 1998 com o proposito de oferecer apoio e assistência a portadores do vírus HIV/AIDS. Após um ano, Padre Quinha pediu ao fundador que começasse a trabalhar também com Dependência Química. Passados dezesseis anos os atendimentos vão além destas duas patologias, a busca por diversos motivos fez com que a instituição abrisse o leque de atuação – Ir de Encontro com a Necessidade de Quem Nos Procura – que, em sua grande maioria, são pessoas de baixa renda. Os assistidos contam ainda, além dos atendimentos na sede da instituição, com o amparo de profissionais de saúde que atendem gratuitamente em seus consultórios e clínicas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s