Plano lançado pelo governo norte-americano quer prevenir novas infecções pelo HIV, diz UNAIDS

Plano lançado pelo governo norte-americano quer prevenir novas infecções pelo HIV, diz UNAIDS

O plano do presidente norte-americano também inclui a garantia de acesso a terapia antirretroviral para salvar a vida de 12,9 milhões de crianças, mulheres grávidas e adultos até o final de 2017.

UNAIDS

O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (UNAIDS) saúda os novos objetivos fixados pelo Plano de Emergência para o Combate à aids do presidente dos Estados Unidos (PEPFAR). A decisão do governo norte-americano veio um dia depois a adoção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) pelos Estados-membros da ONU na sede da Organização, em Nova York, nesta sexta-feira (25).

O PEPFAR estabeleceu metas específicas para a prevenção de novas infecções por HIV entre meninas adolescentes e mulheres jovens de 15 a 24 anos. As metas também incluem a garantia de acesso a terapia antirretroviral para salvar a vida de 12,9 milhões de crianças, mulheres grávidas e adultos até o final de 2017.

“O compromisso contínuo dos Estados Unidos será um impulso para acabarmos com a epidemia de aids em 2030, como parte dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”, disse o diretor executivo do UNAIDS, Michel Sidibé. “Sob a liderança corajosa do presidente Obama, esses investimentos generosos continuarão salvando milhões de vidas.”

Além de contribuir para a expansão do acesso ao tratamento para o HIV, as metas recém-anunciadas pelo PEPFAR visam reduzir em 40% a incidência do vírus da aids entre meninas adolescentes e mulheres jovens até o fim de 2017, nas áreas de foco do Plano em 10 países: Quênia, Lesoto, Malawi, Moçambique, África do Sul, Suazilândia, Uganda, República Unida da Tanzânia, Zâmbia e Zimbabwe.

Estes 10 países foram responsáveis por quase metade de todas as novas infecções pelo HIV entre adolescentes e mulheres jovens em 2014. Os compromissos incluem ainda atingir cumulativamente até 13 milhões de homens com circuncisão masculina médica voluntária para a prevenção do HIV até o fim de 2017.

Acabar com a epidemia de aids até 2030 é uma das metas do ODS 3 que se compromete a “assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades”. A meta 3 deste Objetivo estabelece que a comunidade internacional deve “até 2030, acabar com as epidemias de aids, tuberculose, malária e doenças tropicais negligenciadas, e combater a hepatite, doenças transmitidas pela água, e outras doenças transmissíveis”.

 

http://www.onu.org.br/tema/aids/

Autor:

O Grupo Assistencial SOS VIDA nasceu legalmente em 28 de março de 1998 com o proposito de oferecer apoio e assistência a portadores do vírus HIV/AIDS. Após um ano, Padre Quinha pediu ao fundador que começasse a trabalhar também com Dependência Química. Passados dezesseis anos os atendimentos vão além destas duas patologias, a busca por diversos motivos fez com que a instituição abrisse o leque de atuação – Ir de Encontro com a Necessidade de Quem Nos Procura – que, em sua grande maioria, são pessoas de baixa renda. Os assistidos contam ainda, além dos atendimentos na sede da instituição, com o amparo de profissionais de saúde que atendem gratuitamente em seus consultórios e clínicas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s