Em carta enviada ao diretor do Departamento, Fábio Mesquita, Anaids diz que é contra a indicação de representantes do movimento de aids para os Fóruns Regionais

http://agenciaaids.com.br/noticias/interna.php?id=21222

Em carta enviada ao diretor do Departamento, Fábio Mesquita, Anaids diz que é contra a indicação de representantes do movimento de aids para os Fóruns Regionais

20/08/2013 – 11h30

A Articulação Nacional de Luta Contra Aids (Anaids), colegiado que reúne os Fóruns de ONGs/Aids de todos os estados brasileiros, redes e demais representações do movimento social de luta contra a aids, enviou uma carta para o Diretor do Departamento de DSTs, Aids e Hepatites Virais, Fábio Mesquita, questionando a solicitação de indicação por parte da sociedade civil para participar de Fóruns Regionais.

Segundo o documento, o Departamento encaminhou recentemente um convite para alguns movimentos sociais solicitando a indicação de representações para participar destes Fóruns, no entanto, o ativista escolhido só poderá integrar os debates após ser avaliado pelo órgão.

Na carta, os ativistas consideram o convite um desrespeito a autonomia dos movimentos sociais e uma comprovação de que o diálogo e o contraditório não fazem parte do objetivo destes Fóruns Regionais.

“Entendemos que a forma da escolha das representações da sociedade civil, onde essas terão que ser avaliadas pelo Departamento, é mais uma forma de fragmentação, uma vez que deslegitima e desqualifica a indicação do movimento.”

A sociedade civil considera ainda que a criação deste tipo de representação em nada vai contribuir para qualificar o diálogo sobre todas as demandas apresentadas pelo movimento.

“A criação de um novo espaço de articulação, sem consultar a sociedade civil, e sem que os problemas que resultaram no afastamento dos espaços de articulação sejam resolvidos, é desconsiderar mais uma vez as posições expostas pelo movimento aids em seus documentos. Além do mais não existe nenhuma informação sobre o objetivo e metodologia proposta para este novo espaço.”

Queremos que os espaços políticos de representação sejam legitimados, com a participação do Movimento Social na sua construção sem interferência de qualquer instância governamental, na escolha dos representantes.

O movimento de aids se retirou temporariamente dos espaços de articulação OG/ONG em função da falta de diálogo por parte do Ministério da Sáude nas questões que envolvem o enfrentamento da epidemia de aids no Brasil.

“Gostaríamos de esclarecer que o Movimento Nacional de Luta Contra Aids não rompeu nem fechou o diálogo com o Departamento de Aids. Os documentos entregues quando da saída da Comissão Nacional de Articulação com os Movimentos Sociais (CAMS) e Comissão Nacional de Aids (CNAIDS) fazem prova nos trechos que dizem que “enquanto o governo não nos chamar para dialogar” não vamos aceitar que o mesmo nos paute e nos organize. Não podemos aceitar que o governo queira construir os espaços para sociedade civil sem escutar sobre o que queremos e entendemos de como este deve ser. Estamos e sempre estivemos abertos para o diálogo”, diz o documento.

Os ativistas finalizam a carta dizendo que a Anaids se posiciona contrária a indicação de representantes do movimento aids para estes Fóruns e solicita aos movimentos parceiros que se posicionem da mesma maneira até que as questões que levaram ao afastamento dos espaços de articulação e dialogo OG/ONG sejam de fato resolvidos.

Redação da Agência de Notícias da Aids

Autor:

O Grupo Assistencial SOS VIDA nasceu legalmente em 28 de março de 1998 com o proposito de oferecer apoio e assistência a portadores do vírus HIV/AIDS. Após um ano, Padre Quinha pediu ao fundador que começasse a trabalhar também com Dependência Química. Passados dezesseis anos os atendimentos vão além destas duas patologias, a busca por diversos motivos fez com que a instituição abrisse o leque de atuação – Ir de Encontro com a Necessidade de Quem Nos Procura – que, em sua grande maioria, são pessoas de baixa renda. Os assistidos contam ainda, além dos atendimentos na sede da instituição, com o amparo de profissionais de saúde que atendem gratuitamente em seus consultórios e clínicas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s