MARÇO DE 1998 – NASCIA LEGALMENTE O GRUPO ASSISTENCIAL SOS VIDA – UMA HISTORIA DE MUITAS LUTAS EM FAVOR DA VIDA – PRIMEIRA PARTE

cropped-logo-sos-vida-20101.jpg PREMIO CIDADE IMPERIAL 2012 CAL

ANTONIO CARLOS DE SOUZA PIRES ( CAL ) – PSICOLOGO RESPONSÁVEL TÉCNICO, PRESIDENTE DE HONRA e PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DO GRUPO ASSISTENCIAL SOS VIDA 

MARÇO DE 1998 – NASCIA LEGALMENTE O GRUPO ASSISTENCIAL SOS VIDA – UMA HISTORIA DE MUITAS LUTAS EM FAVOR DA VIDA 

Em dezembro de 1997 estávamos eu e mais alguns amigos na casa do amigo EMÍLIO SANTIAGO http://youtu.be/TrePoXklEk8

onde iniciamos uma conversa sobre a possibilidade de inciar um trabalho mais voltado para assistência e prevenção ao vírus HIV / AIDS .

Em janeiro de 1998 conseguimos reunir 35 pessoas simpatizantes a esta causa, soropositivos(as), familiares e amigos(as), começou uma historia de luta e perseverança, fé e esperança em dias melhores, oportunidade de SERVIR a Cristo na pessoa do nosso irmão.

Iniciamos contatos com psicólogos (as), advogados e médicos(as) para conosco contribuírem nesta missão, NASCIA NO BRASIL O PRIMEIRO BANCO DE HORAS DE MEDICINA – composto por médicos que em seus consultórios atendem aos nossos encaminhamentos – hoje são mais de 25 profissionais de diversas especialidades, laboratórios para exames clínicos.

Outros serviços começamos a pensar E BUSCAR PARCERIA como CABELEIREIROS, ENXOVAIS PARA CRIANÇAS, CESTAS BÁSICAS,TERAPIAS COMPLEMENTARES ( REIKI e FLORAIS ).

Em março de 1998 iniciamos a legalização do GRUPO ASSISTENCIAL SOS VIDA orientados por advogados – Dr. Fernando de Assis, contabilistas – Creuza Pacheco.

Onde funcionar ?

Tentamos alugar uma casa em um bairro da cidade que nos foi NEGADO A PARTIR DO MOMENTO QUE O PROPRIETÁRIO FICOU SABENDO A MISSÃO DA INSTITUIÇÃO – PRIMEIRA DISCRIMINAÇÃO…

Ficando assim cada vez mais claro o que viria pela frente…

DISCRIMINAÇÃO foi o maior desafio enfrentado por nós, idealizadores deste projeto e voluntários as), nossos filhos nos pediam para abandonar este projeto, pois poderia “respingar” neles com afirmativas maldosas de pessoas acreditando que todos(as) envolvidos nesta missão são portadores do vírus HIV, conseguimos superar esta dificuldade em nome da fé  por acreditar ser uma missão nos confiada por Deus Pai e em frente seguimos…

Dentre as parcerias buscamos a FACULDADE DE PSICOLOGIA da UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PETRÓPOLIS – UCP ( durante estes 15 anos de existência mais de 160 hoje profissionais – PSICÓLOGOS(AS) estagiaram conosco com um olhar mais atento para esta questão que ate os dias atuais, mesmo com todos os avanços ainda amedronta e EXCLUI ).

Apresentamos ao Bispo da época – DOM JOSE CARLOS DE LIMA VAZ nosso projeto que nos encaminhou para o PADRE JAC, como o Padre que acompanhava as questões ligadas a área da saúde e assistência era o PADRE QUINHA, assim fizemos, fomos conversar com PADRE QUINHA, que prontamente aceitou nos acompanhar nesta missão em favor da vida como bem maior :

“SE TENS CORAÇÃO DE FERRO, BOM PROVEITO; O MEU, FIZERAM DE CARNE E SANGRA TODOS OS DIAS”

JOSE SARAMAGO – FILOSOFO

padre quinha (2)PADRE QUINHA AS PORTAS DO CEU SE ABREMpadre quinha

GRUPO ASSISTENCIAL SOS VIDA

VIDAS A SERVIÇO DA VIDA

TESTEMUNHO PADRE JOSE CARLOS ( PADRE QUINHA )  

O SOS VIDA é um presente de Deus que nasce em nossa Diocese de Petrópolis. A semente encontrou terra boa !

Foi no coração do amigo Antonio Carlos ( Cal ), em meio a tantos obstáculos que brotou e cresceu esta semente O SOS VIDA é um presente de Deus que nasce em nossa Diocese de Petrópolis.

A semente encontrou terra boa !

Contagiando-nos pela sua dedicação e perseverança que se tornou impossível não participar desse SOS.

Pois quando procurado por alguém, infelizmente soropositivo, temos hoje o SOS VIDA, onde sabemos que a esperança transforma aquele coração.

Um coração destruído, massacrado por tantas condenações.

Condenações vindas ate da própria família, e também dentro de si mesmo…

Mas no SOS VIDA será acolhido desde o olhar da chegada ate no que for preciso, para sentir-se amado e renascido na esperança de uma nova vida !

Vida que clama pela nossa conversão e nos mostra o verdadeiro sentido de ser cristão, ser padre.

Nem nos temos consciência do Dom que ganhamos. SOS VIDA !!!

Para tanto te pedimos, ó Senhor, ensina-nos a amar do modo como amaste, acolhendo a Maria Madalena nas pessoas soropositivas ( JO  8, 1011 ) ; lutando pela ressurreição de Lazaro na convivência com aqueles que estão sem esperança ( JO 11, 3 – 5, 21 – 22 ) .

Obrigado pelo presente que deste à nossa igreja :

a semente Chamada SOS VIDA.

Pessoas que a exemplo de São Francisco que beijou o leproso, que a exemplo de São Vicente de Paulo, que dormiu no mesmo quarto de um contagiado pela peste, encaram e enfrentam com amor os riscos e exigências do HIV.

Com muita admiração,

Pe. José Carlos ( Quinha ) ,

Transcrito do livro Viu e teve compaixão …Igreja e AIDS .

www.pastoralaids.org.br

PADRE QUINHA então me pediu que trabalhasse também com DEPENDÊNCIA QUÍMICA, ai foi nossa vez de atende -lo e dar o nosso sim, pois era impossível negar qualquer pedido a ele –

TC C CANAL 16 PADRE QUINHA – ENTREVISTA ANTONIO CARLOS DE SOUZA PIRES

http://youtu.be/J1EZqgTzYQs

Em 1999 fomos convidados a conhecer e contribuir na construção da hoje PASTORAL DA AIDS – CNBB

http://www.pastoralaids.org.br/quemsomos.php

que sou sócio fundador outro desafio, levar esta temática mais de perto para a Igreja Católica no Brasil, embora desde o inicio da pandemia a Igreja Católica se fez presente;

mas uma PASTORAL ESPECIFICA PARA AS QUESTÕES DO HIV / AIDS foi nesta época;

durante mais de 10 anos participei como membro da COMISSÃO NACIONAL da Pastoral da AIDS – CNBB, participando da construção e caminhada deste importante serviço da IGREJA CATÓLICA Brasileira aqueles(as) que sofrem com este mal ainda desconhecido de muitos – GERANDO EXCLUSÕES e DISCRIMINAÇÕES.

Autor:

O Grupo Assistencial SOS VIDA nasceu legalmente em 28 de março de 1998 com o proposito de oferecer apoio e assistência a portadores do vírus HIV/AIDS. Após um ano, Padre Quinha pediu ao fundador que começasse a trabalhar também com Dependência Química. Passados dezesseis anos os atendimentos vão além destas duas patologias, a busca por diversos motivos fez com que a instituição abrisse o leque de atuação – Ir de Encontro com a Necessidade de Quem Nos Procura – que, em sua grande maioria, são pessoas de baixa renda. Os assistidos contam ainda, além dos atendimentos na sede da instituição, com o amparo de profissionais de saúde que atendem gratuitamente em seus consultórios e clínicas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s