Conheça as propostas de Bomtempo para seu mandato – sugerimos que seja criada uma secretaria de ARTICULAÇÃO COM A SOCIEDADE CIVIL

sugerimos que seja criada uma secretaria de ARTICULAÇÃO COM A SOCIEDADE CIVIL, esperamos que nosso novo prefeito consiga ter este olhar para nós e “TIRAR NOSSO PIRES DAS MÃOS”…que esta secretaria possa nos ajudar a CAPTAR RECURSOS EXISTENTES PARA NOSSAS AÇÕES, INDEPENDENTES DOS RECURSOS MUNICIPAIS e nos fortalecermos…

MELHORES SERVIÇOS,PROJETOS E AÇÕES EM FAVOR DA VIDA…

VIVA A VIDA…


http://www.e-tribuna.com.br

Conheça as propostas de Bomtempo para seu mandato

SEGUNDA, 29 OUTUBRO 2012 08:39

Propostas estão contempladas: Cidade Saudável, Cidade Sustentável e Cidade Viva

Durante todo o período de campanha eleitoral muitos compromissos foram firmados por Rubens Bomtempo da Coligação Unidos por Petrópolis – Experiência e Competência para voltar a crescer, próximo prefeito de Petrópolis, que irá assumir a administração da cidade no dia 1º de janeiro de 2013. Ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), como é de praxe, Bomtempo enviou seu plano de governo. No documento ele explica que suas propostas estão contempladas em três grandes eixos: Cidade Saudável, Cidade Sustentável e Cidade Viva, que reúnem ações para diversos setores da administração pública.

No Cidade Viva, entre as propostas está o projeto de reurbanização do Centro Histórico, concluindo o  enterramento dos cabos de energia elétrica e a recuperação de todo mobiliário urbano, obra iniciada em sua última gestão. Melhorias no que diz respeito à pavimentação de ruas, iluminação pública, reformas de praças e jardins também estão no plano. Construir um estacionamento subterrâneo e criar um terminal de cargas também são promessas de Bomtempo, que pretende estender a distribuíção de gás natural até os distritos. Criar o Fundo de Aval do Município pelo qual a Prefeitura será o agente avalista de operação de crédito entre micros e pequenas empresas e as instituições do sistema financeiro é mais um plano do futuro prefeito. Além disso, ele garante que vai elaborar um novo Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) para os servidores.

No que diz respeito ao Cidade Saudável, as políticas envolvem diretamente as estruturas públicas responsáveis pela prestação de serviços na área da saúde, assistência social, esporte e lazer, com o apoio de setores como educação, cultura e meio ambiente, dentre outros. Entre as metas de Rubens neste eixo está a ampliação do Programa Saúde da Família e a criação de outros programas como: Mais Consulta, Saúde no Seu Bairro e Mamografia Móvel. estabelecer Serviço de Parto Humanizado na Maternidade do Hospital Alcides Carneiro, criar a Central de Marcação de Exames, disponibilizar na rede pública a vacina contra o vírus do HPV, criar o Programa Correio da Saúde e implantar o Samu – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, também fazem parte da lista de promessas.

Já no eixo Cidade Sustentável, entre os objetivos do futuro governo estão evitar tragédias no município com ações de prevenção a vida e ao meio ambiente. Para isto, Bomtempo vai criar a Secretaria Municipal de Defesa Civil e de Proteção Social. Outra secretaria que deve ser criada é a Secretaria Extraordinária de Recuperação, Revitalização e Reconstrução do Vale do Cuiabá, Madame Machado, Gentio e adjacências, com o intuito de reverter os danos causados pela tragédia de 2011. Rubens garantiu ainda executar reformas e melhorias nos Conjuntos Habitacionais da Prefeitura como Samambaia, Castelo São Manoel, Quitandinha, Serrinha e Carangola e também criar o Programa Lixo Zero, cuja meta final será acabar com qualquer tipo de depósito, aterro ou armazenamento de resíduos em solo petropolitano.

 

Nas ruas, mais propostas

No período de campanha, foram muitas visitas aos bairros pretropolitanos e entrevistas para jornais locais, onde Rubens Bomtempo ouviu muitas reivindicações e fez promessas à população. Em muitas desta ocasiões, o próximo prefeito da Cidade Imperial falou sobre o compromisso de recuperar o Hospital Alcides Carneiro (HAC), garantindo que vai investir na unidade que é o principal hospital do povo. Outras medidas muito comentadas por ele são a implantação do Banco Comunitário, a criação da Moeda Social e a regulamentação da lei que cria a figura do empreendedor individual.

Muitas promessas foram feitas para o setor da educação, com a abertura de creches em locais como Vila Rica, Duarte da Silveira, Sargento Boening, Caxambú, Valparaíso e ainda a criação de Centros de Educação Infantil para as ruas 14 Bis, Bartolomeu de Gusmão e Comunidade Oswaldo Cruz. Bomtempo garantiu também que quer uma creche destinada às comerciárias do Polo de Moda do Bingen e mais uma para os servidores. Em uma de suas falas durante campanha, Rubens garantiu que vai dar bolsas para a compra de livros e instrumentos musicais para alunos da rede pública de ensino. Ele afirma querer consolidar Petrópolis como um polo universitário e pretende trazer uma universidade pública para o município.

No setor da economia, durante um dos debates em que participou, Bomtempo se comprometeu a abrir um diálogo com os advogados e outros profissionais liberais sobre a forma de cobrança do ISS. “Vamos fazer um amplo debate e discussão sobre esse assunto, fazendo com que aquele que produz mais pague mais e aquele que produz menos pague menos”, enfatizou.

Para fortalecer os polos de moda, um dos planos é o pagamento do pedágio de vans e ônibus para impulsionar o número de compradores. Assumiu também voltar com a verba que era destinada à Associação de Empresários e Amigos da Rua Teresa (Arte) para investir na divulgação do pólo de moda.

Durante um encontro com integrantes do Petrópolis Convention & Visitors Bureau e do Conselho Municipal de Turismo, Bomtempo anunciou a volta da Secretaria Municipal de Turismo e um fundo para dar mais autonomia ao setor na cidade. Outra secretaria que deve retornar em sua gestão é a Secretaria de Agricultura. Ele disse ainda que irá dividir a Secretaria de Trabalho e Assistência Social em duas pastas, criando a Secretaria de Trabalho e Empreendedorismo.

Já no que diz respeito ao transporte Bomtempo diz que quer 100% das linhas de ônibus integradas, anunciando que em seu governo vai dar continuidade à implantação do sistema de integração no transporte público, que foi iniciada há 20 anos.

Na saúde, além de melhorar as condições do Hospital Alcides Carneiro, Bomtempo afirma querer alcançar 75% da população com o programa de Saúde da Família, instalando postos de saúde em muitas comunidades petropolitanas. Para os idosos, a meta é entregar remédios em casa, além da preocupação com municipalização de campanhas de imunização e o retorno do Serviço Social de Cirurgia de Catarata.

Asfaltamento, implementação de iluminação pública e saneamento básico foram solicitações feitas por centenas de cidadão e Rubens Bomtempo prometeu atender muitas delas.

Propostas Rubens Bomtempo

Petrópolis Cidade Viva 

– Reurbanizar as áreas centrais dos principais bairros dos distritos;
– Restabelecer o Projeto de Reurbanização do Centro Histórico;
– Pavimentar 100 quilômetros de vias em todo o município;
– Retomar o Programa Mutirão Comunitário Remunerado;
– Construir o estacionamento subterrâneo na área central;
– Criar o Terminal de Cargas em área junto à BR-040;
– Retomar o Programa Mais Luz, Mais Vida;
– Expandir a rede de gás natural para os distritos;
– Consolidar a tarifa única e a integração tarifária em 100% das linhas de ônibus;
– Recuperação e instalação de novos abrigos de passageiros;
– Retomar os estudos para a criação das linhas circulares gratuitas no Centro Histórico;
– Dotar as estações de integração com painéis informativos sobre os horários e tempos de espera da condução;
– Fortalecer a fiscalização do serviço de transporte coletivo;
– Defender junto ao Governo do Estado a criação de novas linhas e horários na ligação Rio-Petrópolis;
– Elaborar e implantar o Plano de Mobilidade Urbana e o Plano Diretor de Trânsito e Transportes;
– Instalar painéis informativos sobre as condições de trânsito;
– Restabelecer as campanhas permanentes de Educação no Trânsito;
– Reorganizar e ampliar a Escola Municipal de Trânsito;
– Criar a Minicidade do Trânsito;
– Ampliar o número de câmeras da Central de Monitoramento à Distância;
– Criar a Secretaria Municipal de Turismo;
– Construir um Centro de Convenções e Eventos;
– Criar o Terminal de Ônibus de Turismo junto com a iniciativa privada;
– Fortalecer a divulgação de Petrópolis como centro de Ecoturismo e Gastronomia;
– Executar o Projeto de Reativação da Linha Férrea da Serra da Estrela;
– Restabelecer o Programa de Iluminação Artística de Pontos Turísticos;
– Retomar o Programa de Reurbanização do Centro Histórico;
– Criar a Escola Técnica de Hotelaria e o Liceu de Artes e Ofícios;
– Criar o Projeto Guias de Petrópolis;
– Investir na criação e publicação de Guias e Mapas Turísticos;
– Criar a Escola do Cervejeiro, em parceria com a iniciativa privada;
– Criar o Museu Cidade de Petrópolis;
– Criar o Calendário Permanente de Atividades Culturais;
– Criar a Casa do Artista;
– Criar a Concha Acústica de Petrópolis para espetáculos;
– Criar o Programa Ônibus Cultural;
– Ampliar as atividades e programação do Centro de Cultura Raul de Leoni;
– Restabelecer a Bienal do Livro de Petrópolis;
– Restabelecer o Programa Municipal de Desburocratização;
– Criar a Casa do Empreendedor e o projeto Poupa-Tempo Municipal;
– Criar o Fundo de Aval do Município;
– Ampliar o Programa do Crédito Cidadão;
– Criar o Banco Comunitário de Petrópolis e a Moeda Social de Petrópolis;
– Criar o Projeto Incubadoras de Empresas;
– Retomar e ampliar a participação da Prefeitura no Projeto Petrópolis-Tecnópolis,
– Retornar com a Feira de Negócios – ExpoPetrópolis;
– Criar a Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia;
– Restabelecer as parcerias técnicas e de incentivos econômicos para a promoção dos Polos de Moda;
– Elaborar Projeto de Lei de Incentivos Fiscais para empresas que contratem jovens com base no Programa Meu Primeiro Emprego;
– Promover a ocupação de fábricas e galpões desativados;
– Ampliar o Programa de Cursos Profissionalizantes;
– Promover os estudos necessários para a criação do Mercado Municipal de Alimentos,
– Criar a Escola Técnica Rural;
– Reativar a Comissão de Análise de Reforma Administrativa (Caram);
– Criar o Programa de Requalificação e Capacitação Permanente do Servidor;
– Elaborar um novo Plano de Cargos, Carreiras e Salários para os servidores;
– Reduzir a carga horária dos servidores responsáveis por pessoas portadoras de deficiência;
– Criar o Programa Habitacional do servidor;
– Criar a sede campestre para o servidor;
– Reinstalar os Terminais de Autoatendimento nas Praças Públicas;
– Reorganizar e restabelecer o funcionamento dos Conselhos Municipais;
– Revitalizar e dar apoio técnico e material para a Casa dos Conselhos;
– Restabelecer o calendário anual de Audiências Públicas com as Associações de Moradores;
– Retomar o Programa do Orçamento Participativo;
– Investir R$ 3 milhões anuais em obras nos bairros escolhidas pela população;

Petrópolis Cidade Saudável

– Implementar serviços de prevenção e tratamento de doenças;
– Restabelecer e ampliação do Programa Saúde da Família (PSF);
– Criar o Programa Mais Consulta;
– Criar o Programa Saúde no Seu Bairro
– Criar o Projeto Mamografia Móvel;
– Restabelecer o Serviço de Parto Humanizado na Maternidade do Hospital Alcides Carneiro;
– Criar o Programa Bolsa Bebê Saúde oferecendo um kit enxoval;
– Incluir Petrópolis no Programa Rede Cegonha do Ministério da Saúde;
– Criar a Central de Marcação de Exames;
– Criar o Centro de Diagnósticos de Imagens e de Exames Complementares no Hospital Municipal Dr. Nelson de Sá Earp;
– Criar o Programa Correio da Saúde;
– Implantar o Samu – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência;
– Renovar e ampliar a frota de ambulâncias do Sistema de Saúde;
– Criar o Serviço de Traumato-ortopedia no Hospital Alcides Carneiro;
– Criar o Programa de Residência Médica em Pediatria e Ortopedia;
– Criar o Programa de Bolsa de Estudo para alunos de Medicina;
– Ampliar o Programa de Atendimento Odontológico nos PSF’s;
– Ampliar os Leitos de CTI do Hospital Santa Teresa;
– Disponibilizar na rede pública a vacina contra o vírus do HPV;
– Reativar o Serviço de Hospital Dia para os pacientes psiquiátricos;
– Reorganizar e ampliar o Programa de Distribuição Gratuita de Remédios Homeopáticos;
– Criar o Serviço Gratuito de Castração Móvel de Animais;
– Ampliar os convênios com as entidades protetoras de animais;
– Criar o Programa Voltando pra Casa, para auxiliar o retorno rápido e seguro de viajantes e andarilhos para suas cidades de origem;
– Criar o Centro de Referência e Atendimento ao Idoso;
– Criar o Programa Esportivo e de Lazer para a Terceira Idade;
– Criar o Programa de Acessibilidade para Idosos e Pessoas com Necessidades Especiais;
– Expandir o Programa Cesta Cheia Família Feliz com a meta de 50 mil famílias assistidas até 2016;
– Criar o Restaurante Popular nos Distritos;
– Restabelecer o Programa Cozinhas-Comunitárias;
– Implantar novas unidades do Projeto Padaria-Escola;
– Instalar novos Cras – Centros de Referência de Assistência Social;
– Instalar a Delegacia da Mulher em parceria com o Estado;
– Criar o Programa de Internet gratuita nas comunidades;
– Promover bailes da Terceira Idade nos distritos;
– Construir o Ginásio Poliesportivo e a Vila Olímpica de Petrópolis;
– Construir uma pista de skate para competições oficiais em área do Parque Municipal em Itaipava;
– Criar o Projeto Academia ao Ar Livre;
– Criar o Programa de Incentivo ao Esporte Paralímpico;
– Restabelecer o Programa de Iniciação Desportiva (PID);
– Criar o Projeto Craques do Futuro;
– Restabelecer o Projeto Ruas de Lazer nos bairros;
– Reorganizar e dar mais visibilidade aos Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis;

Petrópolis Cidade Sustentável

– Restabelecer o Programa Moradia e Cidadania;
– Criar o Banco da Construção Segura;
– Implementar o Programa Lixo Zero;
– Incentivar o consumo consciente nas escolas;
– Premiar empresas que adotem práticas de sustentabilidade;
– Expandir a rede de Gás Natural;
– Retomar o Projeto Escola-Parque da Rua Impiranga;
– Criar o programa Engenheiro e Arquiteto da Família;
– Ampliar a Guarda Civil Florestal;
– Restabelecer e intensificar o Programa Moradia e Cidadania;
– Criar o Banco da Construção Segura;
– Restabelecer o Programa de Regularização Fundiária;
– Executar reformas e melhorias nos Conjuntos Habitacionais da Prefeitura;
– Restabelecer o Programa Melhorias Sanitárias;
– Substituir gradualmente as caçambas públicas de lixo;
– Restabelecer o Programa Limpeza Pura nos bairros;
– Reorganizar e intensificar as parcerias entre a Prefeitura e as cooperativas de catadores;
– Retomar o Programa de Biodigestores Comunitários;
– Promover a atualização do Plano de Investimentos da subconcessionária Águas do Imperador;
– Criar o Selo Petrópolis de Responsabilidade Ambiental Empresarial;
– Ampliar o Projeto Plantando o Futuro;
– Criar novos Centros de Educação Ambiental;
– Criar o Banco Municipal de Sementes Nativas da Mata Atlântica;
– Investir no reflorestamento das encostas atingidas por chuvas;
– Expandir o Programa Petrópolis Recicla de Coleta Seletiva;
– Criar novos ecopontos para a coleta seletiva;
– Criar o Programa de Coleta de Resíduos Sólidos da Construção Civil;
– Ampliar o destacamento e as atribuições Guarda Civil Florestal;
– Incentivar a criação de novas RPPNM (Reserva Particular do Patrimônio Natural Municipal);
– Destinar a arrecadação do ICMS-Verde para projetos ambientais e campanhas educativas;
– Investir em um amplo projeto de educação ambiental nas escolas da rede municipal;
– Retomar o Projeto da Escola-Parque Ambiental na Rua Ipiranga;
– Criar a Secretaria Municipal de Defesa Civil e de Proteção Social;
– Criar o Fundo Municipal de Ações Preventivas e Emergenciais;
– Criar o Programa Engenheiro e Arquiteto da Família;
– Restabelecer a atividade de Agente Comunitário de Saúde e Meio Ambiente;
– Reorganizar as funções e atividades do Comitê de Ações Emergenciais;
– Atualizar e aperfeiçoar os Programas Aluguel Social e Auxílio Emergência;
– Instalar estações meteorológicas, rede de pluviômetros e sistemas de sirenes nas comunidades localizadas em áreas de risco;
– Reativar e Fortalecer os Núcleos Descentralizados de Defesa Civil nas Comunidades (Nudecs);
– Retomar o Programa de Dragagem e Limpeza Permanente dos Rios;
– Criar a Secretaria Extraordinária de Recuperação, Revitalização e Reconstrução
do Vale do Cuiabá, Madame Machado, Gentio e adjacências;
– Construir o Memorial do Vale do Cuiabá, um espaço para a reflexão e de homenagem às vítimas da tragédia das chuvas;
– Criar o Programa do Horário Integral nas Escolas;
– Criar o Programa Aprenda outro Idioma oferecendo bolsas de estudo gratuitas aos alunos da rede municipal;
– Criar o Programa Apoio para Universitários subsidiando transporte e alimentação para quem estuda fora da cidade;
Criar o Programa Escola Aberta com atividades durante os fins de semana;
– Reativar as Associações de Apoio às Escolas;
– Construir mais escolas e Centros de Educação Infantil (creches);
– Ampliar o Programa de bolsas de estudo gratuitas em parceria com as Universidades;
– Ampliar o número de cursos de ensino superior no Cederj;
– Ampliar as turmas de ensino médio noturno nas escolas municipais;
– Ampliar o transporte escolar gratuito nas áreas de difícil acesso;
– Ampliar e melhorar a parceria com as creches conveniadas;
– Ampliar o Programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA);
– Ampliar os cursos de qualificação para o professor;
– Ampliar o Programa Ronda Escolar;
– Restabelecer e fortalecer o Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental para professores da rede pública;
– Reorganizar o Programa Monitorando o Futuro
– Criar o Centro de Educação Tecnológica e Profissional – Cetep dos Distritos.

Redação Tribuna

Autor:

O Grupo Assistencial SOS VIDA nasceu legalmente em 28 de março de 1998 com o proposito de oferecer apoio e assistência a portadores do vírus HIV/AIDS. Após um ano, Padre Quinha pediu ao fundador que começasse a trabalhar também com Dependência Química. Passados dezesseis anos os atendimentos vão além destas duas patologias, a busca por diversos motivos fez com que a instituição abrisse o leque de atuação – Ir de Encontro com a Necessidade de Quem Nos Procura – que, em sua grande maioria, são pessoas de baixa renda. Os assistidos contam ainda, além dos atendimentos na sede da instituição, com o amparo de profissionais de saúde que atendem gratuitamente em seus consultórios e clínicas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s