SITUAÇÃO DE EXAMES EM CURITIBA – PARANÁ…VAMOS LA MILITANTES…ACORDA MEU POVO…CADÊ O CONTROLE SOCIAL…

Pessoal enfim consegui fazer meu exame de CD4…..
hum mas algumas pessoas andam dizendo por ai que o Laboratório Municipal de Curitiba está funcionando normalmente…
hum só nos 30 minutos que estive lá 3 pessoas remarcaram seus exames queria tirar uma foto para vocês verem mas num pode né…
ah mas como queria acompanhar as pessoas no laboratório Municipal de Curitiba para elas verem que só estão realizado 8 exames por dia….
8 quando a rotina diária é de 70 mas fazer o que algumas pessoas de CTBA insistem em dizer ta tudo bem meu caso foi particular…
E O PIOR foi mesmo porque só consegui fazer esses exames porque apareci na TV sem esconder o rosto….
Bom tenho certeza de duas coisas para quem não usa o laboratório municipal a situação está ótima mesmo eles tem opção né…
ah outra certeza quem está fazendo os exames da prefeitura é o LACEM isso quer dizer que demoraram entorno de 20 a 30 dias = a ter que ir ao médico para não perder a consulta e tirar a consulta de alguém…
hum fazer o que se os representantes das PVHAS de Curitiba dizem está tudo bem…
bom se meu caso é único como afirmaram…quero os convidar para irmos juntos ao Laboratório Municipal de Curitiba…..
contra fato não a argumentos vão e vejam só 8 pessoas no município de Curitiba podem fazer seus exames por dia mas o pessoal daqui diz que está tudo bem….
bom eu não vou ficar parado alguma coisa vou fazer….
Vamos la no laboratório ver se só eu to sem atendimento???
#INDIGNADO

Autor:

O Grupo Assistencial SOS VIDA nasceu legalmente em 28 de março de 1998 com o proposito de oferecer apoio e assistência a portadores do vírus HIV/AIDS. Após um ano, Padre Quinha pediu ao fundador que começasse a trabalhar também com Dependência Química. Passados dezesseis anos os atendimentos vão além destas duas patologias, a busca por diversos motivos fez com que a instituição abrisse o leque de atuação – Ir de Encontro com a Necessidade de Quem Nos Procura – que, em sua grande maioria, são pessoas de baixa renda. Os assistidos contam ainda, além dos atendimentos na sede da instituição, com o amparo de profissionais de saúde que atendem gratuitamente em seus consultórios e clínicas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s