Greve dos servidores de saúde de Curitiba prejudica tratamento de pessoas com HIV

ACREDITE NO CONTROLE SOCIAL –

ATRAVEZ DA DENUNCIA

DO NOSSO COMPANHEIRO KLEBER MENDES NO FACEBOOK,

SOCIALIZAMOS EM NOSSOS INSTRUMENTOS DE COMUNICAÇÃO

E AS AUTORIDADES ESTÃO SE MOVIMENTANDO –

CONTROLE SOCIAL JÁ

CAL E EQUIPE SOS VIDA / REDLACVO+

Greve dos servidores de saúde de Curitiba

prejudica tratamento de pessoas com HIV

 www.agenciaaids.com.br


Nesta quarta-feira, 11 de janeiro, faz 38 dias que parte dos servidores públicos de saúde de

Curitiba (PR) estão em greve.

A mobilização por redução de carga horária de trabalho está prejudicando os usuários do serviço,

inclusive pessoas que vivem com HIV ou aids.
Esse é o caso do integrante da Rede de Adolescentes e Jovens Vivendo com HIV/Aids,

Kleber Mendes.

“Meus exames de controle da infecção já foram remarcados duas vezes”, disse.
Kleber afirmou que os exames de CD4 e carga viral, que medem a imunidade do organismo,

a quantidade de vírus HIV no sangue e servem de orientação ao tratamento,

estavam agendados para o final de novembro do ano passado.

Foram remarcados para o começo de dezembro e, em seguida, para o final de janeiro.

“O município está considerando esses exames como de rotina, sem priorizá-los”, declarou.
Em email enviado à Agência de Notícias da Aids,

a assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde de Curitiba

informou que os exames de CD4 estão sendo feitos com apoio do

Laboratório Central do Estado do Paraná (LACEN).

A coleta é realizada no Laboratório Municipal da Saúde de Curitiba

e o material enviado ao LACEN.
Segundo a assessoria, não há atrasos na realização de exames.

“Por conta da paralisação parcial foi estabelecido um

cronograma especial de atendimento.

Têm prioridade os usuários que estão necessitando de definição dos

resultados para estabelecimento da terapêutica adequada

e aqueles que estão com consulta médica agendada”, diz a nota.
Em funcionamento normal, o Laboratório Municipal de Curitiba

realiza a coleta e o processamento de exames de CD4/CD8

e carga viral em média de 50 usuários por dia.
A paralisação não afetou a distribuição de antirretrovirais na cidade.
Sobre a greve

Os servidores da rede de saúde da capital paranaense começaram a greve

no dia 5 de dezembro de 2011.

Segundo o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba (Sismuc),

dos 7 mil funcionários da área, a expectativa é que 1,2 mil aderisse ao movimento.

Ainda de acordo com informações do Sindicato, publicadas no site Paraná Online,

as atividades paralisadas correspondem entre 30% e 40% do total.
A previsão é que os grevistas se reúnam com representantes da prefeitura para

tentar uma negociação no dia 2 de fevereiro.
A assessoria confirmou que a Prefeitura já recebeu em reuniões

os representantes do sindicato e os servidores

que lideram a paralisação.

A ideia é normalizar o atendimento o mais rápido possível para que

não haja prejuízo à saúde da população.
Fábio Serrato
Dicas de Entrevista

Kleber Mendes E-mail: kfabinho@gmail.com
Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba Assessoria de Comunicação Tel.: (41) 3350-8684

Autor:

O Grupo Assistencial SOS VIDA nasceu legalmente em 28 de março de 1998 com o proposito de oferecer apoio e assistência a portadores do vírus HIV/AIDS. Após um ano, Padre Quinha pediu ao fundador que começasse a trabalhar também com Dependência Química. Passados dezesseis anos os atendimentos vão além destas duas patologias, a busca por diversos motivos fez com que a instituição abrisse o leque de atuação – Ir de Encontro com a Necessidade de Quem Nos Procura – que, em sua grande maioria, são pessoas de baixa renda. Os assistidos contam ainda, além dos atendimentos na sede da instituição, com o amparo de profissionais de saúde que atendem gratuitamente em seus consultórios e clínicas.

2 comentários em “Greve dos servidores de saúde de Curitiba prejudica tratamento de pessoas com HIV

  1. É isso aí, companheiro de luta. Nada pode ser feito, se calarmos nossa boca. Sou militante da RFNP+ de Vitória/ES e escritora do livro ; PÀssaros ainda cantam em minha janela!”, onde narro minha trajetória de vida de HIPPIE< DROGAS!”12/10/87 Assembléia geral da ONU.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s