Reunião no Congresso Nacional – Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Vivendo com HIV/AIDS



Reunião no Congresso Nacional

2011-11-07 13:46


A Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Vivendo com HIV/AIDS está ampliando o diálogo com o Congresso. Na quarta feira (26) o coordenador da RNAJVHA, José Rayan, e o representante da região Sul, Kleber Mendes, participaram de duas reuniões com o poder legislativo, em Brasília (DF).

Na Câmara, eles foram recebidos pelo deputado Chico D’angelo (PT-RJ). O parlamentar se comprometeu em apoiar a RNAJVHA na realização de uma audiência pública com apresidenta Dilma Rousseff, no 1º de Dezembro, dia mundial de luta contra a aids. “A principal demanda que pretendemos levar à presidenta é a criação de um plano de enfrentamento nacional da aids voltado aos adolescentes e jovens, a exemplo do que foi criado em São Luis, no Maranhão”, disse José Rayan.

No senado, os jovens se reuniram com a chefia de gabinete da senadora Marta Suplicy (PT-SP), que fez o primeiro contato com os integrantes da rede durante um evento realizado no mês de julho em São Paulo. A assessoria da senadora vai apoiar a inclusão das demandas dos jovens soropositivos no texto do Estatuto da Juventude, que deve ser votado, em breve,  pelo Congresso.

Para José Rayan, o contato com o legislativo foi um avanço importante para os adolescentes e jovens vivendo com HIV e aids. “Foi a primeira vez na história da Rede que esse diálogo aconteceu e certamente outros virão”, comemorou. 

Leia mais: http://jovenspositivosbrasil.webnode.com.br/news/reuni%c3%a3o%20no%20congresso%20nacional/?utm_source=copy&utm_medium=paste&utm_campaign=copypaste&utm_content=http%3A%2F%2Fjovenspositivosbrasil.webnode.com.br%2Fnews%2Freuni%25c3%25a3o%2520no%2520congresso%2520nacional%2F

Autor:

O Grupo Assistencial SOS VIDA nasceu legalmente em 28 de março de 1998 com o proposito de oferecer apoio e assistência a portadores do vírus HIV/AIDS. Após um ano, Padre Quinha pediu ao fundador que começasse a trabalhar também com Dependência Química. Passados dezesseis anos os atendimentos vão além destas duas patologias, a busca por diversos motivos fez com que a instituição abrisse o leque de atuação – Ir de Encontro com a Necessidade de Quem Nos Procura – que, em sua grande maioria, são pessoas de baixa renda. Os assistidos contam ainda, além dos atendimentos na sede da instituição, com o amparo de profissionais de saúde que atendem gratuitamente em seus consultórios e clínicas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s