SOCIALIZANDO – CPTRANS PERDE VAGA NO CONSELHO DA PESSOA COM DEFICIENTE​, DENTRE OUTRAS COISAS

cid:image001.jpg@01CC2131.EF177DB0                              SELO PARA A REDE (2)

COMAC –Comissão Municipal de Atuação Comunitária de Petrópolis
Associação Filantrópica sem fins lucrativos– Criança, Jovem, Adulto e Idoso
CNPJ.: 28.807.352/0001-72

Prezada Dr.a Sheila,

Boa tarde!

Ontem tivemos reunião do Conselho da Pessoa com Deficiencia e jurei para mim mesma que não me estressaria mais estas questões do Governo. Com o descaso com o qual estamos sendo tratados. Veja bem, descaso que estamos sendo tradados pelas Secretarias e não pelo Prefeito. Sei que nada do que está acontecendo está chegando ao conhecimento dele. Isto fruto de uma blindagem.

A reunião do Conselho ontem foi desgastante. A Gilda Jorge se comprometeu em levar respostas da SETRAC, o que não aconteceu. E disse a ela que sabia que não aconteceria. Não por culpa do Peixoto, mas também porque não deixaram o assunto chegar ao conhecimento dele. E também não levou as respostas da Secretaria de Saúde, qua tambem sabiamos que não teríamos, pois em 2009, a Dra Marcia Tania informou a Adriana Rangel que nunca nos seria forneciado estes dados. São dados quantitativos para estudos, nada mais. Agora, o Governo será exposto ao Ministério Publico sem necessidade.

A CPTRANS mostra mais uma vez o descaso com a pessoa com deficiência. Ontem foi a quinta reunião. Você tem acompanhado meus e-mails e visto a insistência em fazer o Conselho andar.

E nada por parte do Governo.

Mesmo descumprindo o Regimento Interno, que determina que após tres faltas consecutivas perde-se a cadeira, levou-se em votação e foi concedida um chance a CPTRANS, o Helio Moura nomeou outras duas pessoas para reunião de setembro.

Estas duas pessoas faltaram a reunião de setembro. Embora soubessemos que esta nomeação não tem validade, pois quem indica é o Prefeito.

Agora, ficou definido que será feito uma Nota Publica ifnromando a população este descaso da CPTRANS com os deficientes.

Ficou definido em reunião, de setembro, que seria feito uma nota publica para informar que o Conselho estava reativado, convidando a população para participar e que a mesma seria veiculada nos jornais de grande circulação, domingo, tão logo fosse aprovada.

Enviamos paraa Gilda Jorge, que se esquivou a responsabilidade, passando-a para a Ascom. Enviamos então para a Ascom – maciel.eliane@gmai.com / gapascom@petropolis.rj.gov.br  e nada foi publicado.

Nada é resolvido!

Falamos ontem em reunirmos a Sociedade Civil em um Ato Público e junto declinarmos de continuarmos no Conselho da Pessoa com Deficiência, o que vai acontecer.

Mas antes, queremos conversar com o Prefeito.

Você consegue esta reunião com ele?

Da outra vez que marcamos com o Prefeito, quem atendeu foi o Wilson, que ainda era Chefe de Gabinete e eu era da Prefeitura Itinerante e já era da COMAC e do Fórum dos Deficientes .

Ele foi bem claro, que eu não podia estar com um pé no Governo e outro na Sociedade Civil, isto na frente de todos, agora estou com os dois na Sociedade Civil e vou lutar por ela.

Bem, o que quero dizer, é que queremos ser atendidos pelo Prefeito.

Você consegue esta intermediação?

Vamos nos reunir na próxima quarta-feira e queria antes de quarta poder já levar para eles o que foi falado com o Prefeito para darmos prosseguimento ao Conselho ou declinarmos dele.

Entenda, é pelo Prefeito.

Porque vemos nele uma boa vontade enorme de fazer as coisas acontecerem.

Se você quiser, pode ligar direto para o Rodrigo, que é o Presidente do Conselho – 8111-2642 ou responder neste e-mail, que como Presidente do Forum dos Deficientes, eu falo com todos os membros, passo aos pais e afins.

Agradeço a atenção, desculpe-me o desabafo, mas chega uma hora que a gente cansa.

Atenciosamente

Fernanda Ferreira
Presidente

Rua Visconde Souza Franco nº, 590, Centro– Petrópolis/RJ – Telefone: (24) 2242-2851 Fax: (24) 2245-6682
comac@comac.org.brwww.comac.org.br

Como membros do Conselho  da pessoa com deficiência não podemos nos silenciar, prestamos apoio incondicional a demanda apresentada,

at.

equipe SOS VIDA e REDLACVO+

Autor:

O Grupo Assistencial SOS VIDA nasceu legalmente em 28 de março de 1998 com o proposito de oferecer apoio e assistência a portadores do vírus HIV/AIDS. Após um ano, Padre Quinha pediu ao fundador que começasse a trabalhar também com Dependência Química. Passados dezesseis anos os atendimentos vão além destas duas patologias, a busca por diversos motivos fez com que a instituição abrisse o leque de atuação – Ir de Encontro com a Necessidade de Quem Nos Procura – que, em sua grande maioria, são pessoas de baixa renda. Os assistidos contam ainda, além dos atendimentos na sede da instituição, com o amparo de profissionais de saúde que atendem gratuitamente em seus consultórios e clínicas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s