Acesso a exames para hepatite C é o maior desafio no combate à doença, diz presidente do Grupo Esperança, Jeová Fragoso

Acesso a exames para hepatite C é o maior desafio no combate à doença, diz presidente do Grupo Esperança, Jeová Fragoso

 http://www.agenciaaids.com.br

30/07/2011 – 8h25

Quando uma pessoa tem o resultado positivo em um primeiro diagnóstico para a hepatite C, é preciso que ela passe por outros exames que confirmem a presença do vírus e a necessidade de iniciar o tratamento medicamentoso. Segundo Jeová , o acesso a esses procedimentos mais específicos é o “gargalo” no enfrentamento nacional à doença.

“Em algumas regiões do país, o acesso aos resultados pode demorar até um ano”, revelou. “Esse tempo é muito longo para descobrir se a pessoa precisa tomar remédio. A doença já pode estar se desenvolvendo”. Segundo ele, a demora acontece por vários motivos, como falta de materiais e de laboratórios.

A principal queixa do ativista é em relação a um exame chamado PCR qualitativo. De acordo com Mariliza da Silva, diretora do Ambulatório de Hepatites do Centro de Referência e Treinamento em DST/Aids de São Paulo, o teste é utilizado para confirmar a presença do vírus da hepatite C no organismo.

Mudanças no tratamento
Jeová integrou o comitê técnico assessor do Ministério da Saúde que elaborou a atualização do tratamento da hepatice C. A diretriz passou a valer no último dia 18 e traz como principais mudanças maior autonomia para o médico ampliar o tempo de tratamento com medicamentos e a exclusão, em alguns casos, da necessidade de biópsia para iniciar a administração de remédios.
“A não obrigatoriedade de biópsia em todos os casos é um dos grandes benefícios, pois evita mais filas e mais demora”, avaliou Jeová. Outro ganho, segundo ele, é a orientação do governo para que haja serviços de tratamento assistido – locais com equipe multidisciplinar que monitoram a ingestão dos remédios e como o paciente está reagindo a possíveis efeitos colaterais. “Isso ajuda na adesão ao tratamento, que pode demorar entre seis meses e um ano e meio”, explicou.
A iniciativa do Ministério da Saúde de oferecer testes rápido para as hepatites B e C também foi elogiada pelo ativista. “As pessoas passarão a se acostumar com o exame.”
Junção das hepatites com o HIV
Em 2009, houve uma reestruturação no Ministério da Saúde unindo os programas de DST/Aids com o de hepatites. Na ocasião, o diretor-adjunto do Departamento de Aids, Eduardo Barbosa, explicou que a intenção era aperfeiçoar as ações, o uso de recursos humanos e financeiros. “A experiência no combate à aids é única. Acreditei que essa junção seria um grande ganho para as hepatites. Porém, dois anos depois, vejo que os profissionais com experiências específicas em hepatites não estão mais lá.”
Ministério da Saúde explica demora no exame
Assessoria de Imprensa do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais disse que a dificuldade de realização do teste PCR qualitativo ocorre porque os Estados fazem a compra dos reagentes para o exame individualmente.
Porém, segundo o Departamento, a compra individual é mais cara e demorada, pois cada Estado tem um processo de licitação diferente. A intenção do Ministério é centralizar a compra, o que deve acontecer ainda este ano.
Fábio Serrato
Dica de Entrevista
Grupo Esperança
Tel. (13) 3222-5724
E-mail: grupoesperanca@hotmail.com

Autor:

O Grupo Assistencial SOS VIDA nasceu legalmente em 28 de março de 1998 com o proposito de oferecer apoio e assistência a portadores do vírus HIV/AIDS. Após um ano, Padre Quinha pediu ao fundador que começasse a trabalhar também com Dependência Química. Passados dezesseis anos os atendimentos vão além destas duas patologias, a busca por diversos motivos fez com que a instituição abrisse o leque de atuação – Ir de Encontro com a Necessidade de Quem Nos Procura – que, em sua grande maioria, são pessoas de baixa renda. Os assistidos contam ainda, além dos atendimentos na sede da instituição, com o amparo de profissionais de saúde que atendem gratuitamente em seus consultórios e clínicas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s