Dom Roberto Francisco é nomeado Bispo de Campos – Dom Francisco Biasin nomedo bispo da Diocese de Barra do Piraí-Volta Redonda

Dom Roberto Francisco é nomeado Bispo de Campos

O Papa Bento XVI anunciou, nesta quarta-feira, 8 de junho, a transferência do Bispo auxiliar Niterói, Dom Roberto Francisco Ferreria Paz, para a diocese de Campos, no Rio de Janeiro.

O novo bispo de Campos (RJ), Dom Roberto, anunciado nesta quarta-feira, nasceu em Montevidéu (Uruguai), em 05 de junho de 1953. Há muitos anos é cidadão brasileiro.
Concluiu os estudos de filosofia no Seminário Maior de Porto Alegre – RS e os de Teologia (1º), no Instituto de Teologia da Pontifícia Universidade Católica de Porto Alegre – RS e, depois, no Instituto Teológico da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, no Rio de Janeiro, RJ.

Fez uma especialização em História, na Universidade de Montevidéu, Uruguai e Mestrado em Direito Canônico no Instituto Superior de Direito Canônico do Rio de Janeiro. Além disso, fez especializações em Notariado Eclesiástico, Direito Matrimonial
Católico, aperfeiçoamento para juízes e funcionários de Tribunais Eclesiásticos, Bioética, Ética em Pesquisa, Espiritualidade, Bioética e Tradições Religiosas. Sua Ordenação Sacerdotal aconteceu a 16 de dezembro de 1989, e incardinado na Arquidiocese de Porto Alegre – RS.

Nomeado Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Niterói com a sede titular de Accia, em 19 de dezembro de 2007, foi Ordenado Bispo na Catedral Metropolitana de Porto Alegre, no dia 22 de fevereiro de 2008, por Dom Frei Alano Maria Pena O.P. e apresentado na
Arquidiocese de Niterói no dia 03 de março de 2008. Antes de ser ordenado bispo, Dom Roberto exerceu as seguintes atividades: Vigário Paroquial da Paróquia São Luís Gonzaga, em Porto Alegre – RS (1990-1991); Professor de Direito Canônico na Pontifícia Universidade Católica e no Seminário Maior de Viamão (1990-1996); Juiz do Tribunal Eclesiástico (1990-2006); pároco da Paróquia Nossa Senhora da Paz, em Porto Alegre (1992-2007); Membro Conselheiro do Serviço Interconfessional de Aconselhamento (SICA); Diretor Espiritual Regional do “Encontro de Casais com Cristo-ECC”, no Rio Grande do Sul – RS e
Santa Catarina – SC (1995 a 2007); Coordenador Pastoral do Vicariato da Cultura; Vigário Judicial do Tribunal Interdiocesano Regional de 2ª Instância (2006-2007); Responsável pelo Setor do Ecumenismo e do Diálogo Inter-religioso; Presidente da Comissão Arquidiocesana para as Comunicações Sociais; Supervisor Teológico do Jornal “Novo Milênio” e Membro do Conselho de Presbíteros e do Colégio dos Consultores da Arquidiocese de Porto Alegre; delegado arquidiocesano na Comissão Regional de Ecumenismo, coordenador de Pastoral da Área Petrópolis. Foi ainda: Assistente eclesiástico da Associação de Dirigentes
Cristãos de Empresa; Membro fundador do Movimento de Profissionais Católicos, da Associação de Juristas Católicos, do Grupo de Diálogo inter-religioso em Porto Alegre e membro da Associação Brasileira de Canonistas; Secretário do Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Cardiologia, de Porto Alegre.

 

 

Dom Francisco Biasin (Arzercavalli,6 de setembro de 1943) é um bispocatólico, é bispo da Diocese de Pesqueira. Filho de Attílio Biasin e Vittoria Lazzarin. Depois de completar os estudos nos Seminários Menor e Maior de Pádua foi ordenado sacerdote no dia 20 de abril de 1968.

De 1968 a 1972 foi vigário na cidade de Fosso.
Em 1972 fez um curso de Espiritualidade Sacerdotal organizado pelo Movimento dos Focolares na cidade de Frascati; depois disso veio para o Brasil como sacerdote fidei donum, para trabalhar na Diocese de Petrópolis.

De 1981 a 1990 estando na Diocese de Duque de Caxias foi pároco da Catedral e Vigário-Geral.
Foi membro da Comissão de Presbíteros do Regional Leste-1 da CNBB. Foi pároco na cidade de Itaguaí, confessor e diretor espiritual no Seminário Maior de Nova Iguaçu.
Foi Vigário-Geral e Administrador diocesano de Itaguaí e pároco da Paróquia Santa Teresinha. Retornando para a Itália recebeu o cargo de responsável do Departamento Missionário da Diocese de Pádua.

Aos 23 de julho de 2003 foi nomeado bispo da Diocese de Pesqueira pelo Papa João Paulo II[1],sendo ordenado por seu predecessor Dom Bernardino Marchió no dia 12 de outubro de 2003.

No dia 11 de maio de 2011 foi eleito Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Interreligioso da CNBB,período a concluir-se em 2015.

Aos 8 de junho de 2011 o Papa Bento XVI o nomeou para bispo da Diocese de Barra do Piraí-Volta Redonda[2].

 

Autor:

O Grupo Assistencial SOS VIDA nasceu legalmente em 28 de março de 1998 com o proposito de oferecer apoio e assistência a portadores do vírus HIV/AIDS. Após um ano, Padre Quinha pediu ao fundador que começasse a trabalhar também com Dependência Química. Passados dezesseis anos os atendimentos vão além destas duas patologias, a busca por diversos motivos fez com que a instituição abrisse o leque de atuação – Ir de Encontro com a Necessidade de Quem Nos Procura – que, em sua grande maioria, são pessoas de baixa renda. Os assistidos contam ainda, além dos atendimentos na sede da instituição, com o amparo de profissionais de saúde que atendem gratuitamente em seus consultórios e clínicas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s