Israel e os avanços científicos conseguidos em relação ao hiv/aids: a circuncisão pode salvar o mundo. – Artigo Dra. Shirlei Weisz

 

 

Israel e os avanços científicos conseguidos em relação ao hiv/aids: a circuncisão pode salvar o mundo.

http://www.olei.org.il/web/index.php?option=com_content&view=article&id=1330:israel-e-os-avancos-cientificos-conseguidos-em-relacao-ao-hivaids-a-circuncisao-pode-salvar-o-mundo&catid=82:portugues

Miércoles, 06 de Abril de 2011 22:15

Escrito por .

E-mail Imprimir PDF
 

Os jornais todos os dias, estampam notícias que já não queremos ler. Parece 2012, o filme, só que ao vivo e à cores pela tv e pelos jornais.
O engraçado é que pouco se fala dos avanços científicos, em especial os avanços conseguidos em Israel em relação à terapia contra o vírus HIV que ocasiona a AIDS.
Em 19 de agosto de 2010 a revista científica britânica Aids Research and Terapy, informava que uma equipe de cientistas Israelenses composta por Avid Levin, Zvi Hayouka, Assaf Friedler e Abraham Loyter, afirmavam que tinham conseguido com suas pesquisas, algo que poderia resultar evetualmente, ” em uma nova terapia geral contra a AIDS”.
Os cientistas em sua pesquisa conseguiram destruir em laboratório células infectadas pelo vírus HIV, sem afetar as células saudáveis, de acordo com o Jornal israelense Haaretz. Os cientistas, todos da Universidade Hebraica de Jerusalém, destacaram na época, que criaram um tratamento à base de peptídios (polímetros de aminoácidos )que provocam a autodestruição das células infectadas pelo vírus HIV e ao fim de duas semanas as células infectadas e destruídas, não reapareceram.
No dia 28.03 deste ano, saiu reportagem no Jornal do Brasil entitulada”Circuncisão em massa na África ajuda a combater AIDS”, com base nos estudos de cientistas israelenses que comprovaram que a infecção pelo vírus HIV por homens circuncindados era 65% menor, de acordo com a OMS, e assim, começou uma circuncisão em massa em países africanos.
O mais interessante é que as agências envolvidas, todas da ONU, “não demonstraram qualquer preconceito sobre a aplicação da circuncisão recomendada por cientistas israelenses, como ocorre geralmente em relação ao posicionamento de” Israel na ONU”, informou Schenker,um ex-funcionário da OMS, consultor de saúde global e especialista sênior na prevenção do HIV.
A circuncisão está sendo feita nos seguintes países africanos:Lesoto, Uganda,Zâmbia, Etiópia e África do Sul” , neste último o Rei zulu Goodwill Zwelinthini, aprovou a recomendação da OMS para a circuncisão da população masculina. O que impressiona é que a circuncisão foi um pacto feito entre Abraão e D-us, conforme está na Bíblia, e desde então vem sendo feita por judeus aos oito dias de nascido do menino e aos 12 anos pelos mulçumanos em seus filhos homens. É uma lei que jamais foi contestada pelos religiosos e era tida por muitos como sendo um hábito de higiene, mas ao que tudo indica, existe algo maior por trás dessa prática. Se D-us a instituiu como está nos livros sagrados para judeus e mulçumanos, talvez fosse com razões bem maiores do que permitir que Abrão tivesse filhos após a circuncisão e de D-us chamá-lo de Abraham.
Nesse ponto a palavra EMET (verdade em hebraico ) parece que se encontra escrita em letras garrafais e em neon gigantesco, para corroborar que essa norma partiu de alguém ou algo maior que nós mesmos, quem sabe o próprio D-us.
Crenças à parte a verdade é que notícias como essas, que são muito boas, são apenas notas nos jornais do mundo. Raramente é feita uma matéria de página inteira sobre o assunto.
Enquanto isso, no Brasil, a boa notícia é que dois milhões de cápsulas do antirretroviral Atazanavir, usado para o tratamento da AIDS, já chegaram ao Brasil na última semana e são suficientes para abastecer o país até junho. Outros 2,9 milhões de cápsulas só estão aguardando certificação do Instituto Nacional de Controle em Qualidade em Saúde e devem ser entregues na próxima semana.
Além disso, uma remessa da formulação de 300 mg, está prevista para chegar ao Brasil até final de abril. Essa remessa, tera 4,9 milhões de cápsulas.
Em agosto e dezembro também devem chegar mais dois lotes do medicamentos, ambos com 4,9 milhões de caixas. Atualmente, segundo o Ministério da Saúde, 13.250 pessoas fazem tratamento com Atazanavir, que também existe na composição de 200mg, esta com estoque normalizado no país, e que atualmente é tomada por aproximadamente 7,5 mil
pacientes.
O que se questiona é o porquê do Brasil, assim como é nos EUA e está ocorrendo em países da África, não transforma a prática da circuncisão obrigatória, já que ela reduz em 65% o risco de trasmissão do vírus da AIDS?
Será um preconceito arraigado na sociedade em relação aqueles que a praticam ou será que prevenir é mais caro que medicar depois da inoculação pelo vírus? Ou será que existem forças ocultas que impedem que essa prática seja adotada, sob pena de prejuízo à indústria farmaceutica ou a outros interessados?
Israel tem muito a ensinar para o mundo, e o Brasil que tem uma política de tratamento do vírus HIV elogiada em todo mundo, bem que poderia unir forças com Israel nesta luta contra a AIDS e a favor da vida, adotando à circuncisão masculina como obrigatória no país.
Shirlei Amaro Avena Weisz ( Shirlei Weisz ), advogada, jornalista, professora universitária e voluntaria do setor juridico do Grupo Assistencial SOS VIDA .

Autor:

O Grupo Assistencial SOS VIDA nasceu legalmente em 28 de março de 1998 com o proposito de oferecer apoio e assistência a portadores do vírus HIV/AIDS. Após um ano, Padre Quinha pediu ao fundador que começasse a trabalhar também com Dependência Química. Passados dezesseis anos os atendimentos vão além destas duas patologias, a busca por diversos motivos fez com que a instituição abrisse o leque de atuação – Ir de Encontro com a Necessidade de Quem Nos Procura – que, em sua grande maioria, são pessoas de baixa renda. Os assistidos contam ainda, além dos atendimentos na sede da instituição, com o amparo de profissionais de saúde que atendem gratuitamente em seus consultórios e clínicas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s