Maioria das latinoamericanas com aids foram infectadas pelos maridos – http://www.agenciaaids.com.br/site/noticia.asp?id=17067

http://www.agenciaaids.com.br/site/noticia.asp?id=17067

Maioria das latinoamericanas com aids foram infectadas pelos maridos

15/04/2011 – 10h50

Grande parte é dona de casa e não tem envolvimento com prostituição ou uso de drogas, diz Sandra Arturo, representante do Movimento Latinoamericano e do Caribe de Mulheres que Vivemos com HIV. Sandra está no Panamá junto a outras ativistas realizando um estudo sobre o tema que contará com financiamento do Unaids (Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids).

O estudo, cujos resultados são esperados em um ano, tem o objetivo de demonstrar que o maior número de infecções na região ocorre fora das chamadas populações mais vulneráveis.

“A visão de que a trabalhadora sexual tem maior risco de ser infectada deve mudar porque a epidemia na nossa região tem outro perfil,”, afirma Gracia Violeta, da Rede Boliviana de Pessoas com HIV.

De acordo com Raúl Boyle, assessor do Unaids, o machismo e a dificuldade da mulher exigir que o parceiro use camisinha são os principais motivos das infecções das donas de casa. “As mulheres não podem negociar primeiro, se querem ter sexo, e depois, o sexo seguro”, conta.

Redação da Agência de Notícias da Aids com informações da AFP

Autor:

O Grupo Assistencial SOS VIDA nasceu legalmente em 28 de março de 1998 com o proposito de oferecer apoio e assistência a portadores do vírus HIV/AIDS. Após um ano, Padre Quinha pediu ao fundador que começasse a trabalhar também com Dependência Química. Passados dezesseis anos os atendimentos vão além destas duas patologias, a busca por diversos motivos fez com que a instituição abrisse o leque de atuação – Ir de Encontro com a Necessidade de Quem Nos Procura – que, em sua grande maioria, são pessoas de baixa renda. Os assistidos contam ainda, além dos atendimentos na sede da instituição, com o amparo de profissionais de saúde que atendem gratuitamente em seus consultórios e clínicas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s