SOS Vida na Justiça por cartas de recomendação do Programa Municipal DST/Aids

SOS Vida na Justiça por cartas de recomendação do Programa Municipal DST/Aids

Sáb, 02 de Abril de 2011 12:00  www.e-tribuna.com.br

O Grupo Assistencial SOS Vida irá entrar com um mandado de segurança para assegurar que as cartas de recomendação do Programa Municipal DST/Aids voltem a ser encaminhadas. Segundo a vice-presidente da entidade, Adriana Paixão, sem os documentos a entidade não pode participar de projetos desenvolvidos pelo Ministério da Saúde ou pela Unesco. Só neste ano, dois programas foram recusados. “Não é apenas o SOS Vida que está sendo prejudicado, o município também. Esses projetos, além de trazer verbas para a cidade, criam oportunidades de realização de palestras e capacitação”, explicou.
De acordo com a advogada da entidade, Shirlei Amaro Avena Weisz, não há nenhuma razão para que as cartas não sejam expedidas e acredita que está havendo uma perseguição de algumas pessoas de dentro do Programa Municipal. “A situação é muito complicada. Não dá pra entender como no ano passado o SOS Vida foi elogiado pelo seu trabalho e agora, sem a menor explicação, a entidade não é mais tão competente assim e não merece mais receber as cartas de recomendação. É no mínimo estranho”, enfatizou.
Os problemas entre o Programa Municipal DST/Aids e o SOS Vida tiveram início em março do ano passado, após apresentação de uma denúncia contra a ong no Ministério Público Federal. O inquérito civil investiga possíveis irregularidades na execução de um projeto financiado com verbas federais visando à criação de uma rádio comunitária. O processo ainda está em fase de investigação. Membros da diretoria e voluntários do SOS Vida já foram chamados para depor. “As contas foram aprovadas pelo Ministério da Saúde e estamos dependendo da autorização do Ministério das Comunicações para iniciar os trabalhos na rádio. Toda a verba foi utilizada devidamente no projeto. Esta denúncia não faz sentido”, informou Adriana.
O desentendimento entre as duas partes também ocasionou no mês passado a suspensão pelo SOS Vida dos atendimentos a portadores do vírus HIV que são encaminhados pelo Programa Municipal DST/Aids. De acordo com Adriana, a decisão foi tomada após ficar “insustentável” o relacionamento com a coordenação do Programa. Adriana enfatiza que os pacientes não foram abandonados e que os serviços prestados pela ong não foram interrompidos. “Não estamos deixando de atender a população, quem vier nos procurar será atendido”, enfatizou. O SOS Vida presta atendimento psicológico, social e ambulatorial. Cerca de 600 famílias fazem parte do cadastro da instituição.

JANAINA DO CARMO
Redação Tribuna

Autor:

O Grupo Assistencial SOS VIDA nasceu legalmente em 28 de março de 1998 com o proposito de oferecer apoio e assistência a portadores do vírus HIV/AIDS. Após um ano, Padre Quinha pediu ao fundador que começasse a trabalhar também com Dependência Química. Passados dezesseis anos os atendimentos vão além destas duas patologias, a busca por diversos motivos fez com que a instituição abrisse o leque de atuação – Ir de Encontro com a Necessidade de Quem Nos Procura – que, em sua grande maioria, são pessoas de baixa renda. Os assistidos contam ainda, além dos atendimentos na sede da instituição, com o amparo de profissionais de saúde que atendem gratuitamente em seus consultórios e clínicas.

2 comentários em “SOS Vida na Justiça por cartas de recomendação do Programa Municipal DST/Aids

  1. Pergunto a Entidade, os recursos que vem de Fundo a Fundo, ou seja, o Município de Petrópolis sob a Gestão Plena do SUS é obrigado a ter um Orçamento que deve ser gasto com o (DST-AIDs), existe um gasto com outra Entidade e ou a Prefeitura o faz de outra forma qual? Onde?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s