Garantia de alimentação às Pessoas Com Aids – www.pastoralaids.org.br

 

Reunião em Brasília dos centros de referencia da Pastoral da AIDS – CNBB , no pais : Casa Fonte Colombo ( Porto Alegre ), Centro de Convivência Dom Jackson Damasceno ( Manaus ), Centro de Convivência Madre Regina ( Fortaleza , Grupo Ave ( Goiânia ) e Grupo Assistencial SOS VIDA ( Petrópolis )

www.pastoralaids.org.br

Garantia de alimentação às Pessoas Com Aids

  

É de autoria do vereador Sander Simaglio a indicação nº14/2011, lida no plenário da Câmara, na última reunião ordinária do legislativo, que sugere ao chefe do Poder Executivo intervenção da Secretaria Municipal da Criança, Adolescente, da Igualdade Racial e Desenvolvimento Social, de forma que sejam doadas às pessoas que vivem com AIDS, cestas básicas.
O vereador sugeriu ainda que seja incluído o leite nas cestas básicas, tanto dos cidadãos portadores de HIV/Aids já cadastrados para receber as cestas como os que ainda o serão, a fim de oferecer o alimento adequado para ser utilizado quando da ingestão dos medicamentos específicos no tratamento antirretroviral, além de proporcionar fortalecimento do sistema imunológico.

“As pessoas com HIV / AIDS podem ter dificuldades em assegurar uma boa nutrição, tanto pela própria presença do vírus, quanto pela reação da grande quantidade de medicamentos utilizados no tratamento, o que causam uma multiplicidade de problemas que afetam a saúde nutricional do portador”.

Simaglio, que é presidente da Frente Parlamentar de Luta contra HIV/AIDS, Hepatites virais e Tuberculose ainda justificou, por escrito, a sugestão dizendo que oferecer cestas básicas aos portadores, além da inclusão do leite, proporcionará meio de alimentação mais completo de forma que os mesmos terão, conforme a própria denominação, o básico da alimentação necessária ao homem para poder se nutrir, na tentativa de suportar os malefícios causados pelo tratamento, bem como as reações adversas dos medicamentos e as fortes consequências causadas pela presença do vírus no organismo.

” A grande maioria dos portadores do HIV/Aids apresenta algum grau de comprometimento nutricional diante da falta de uma alimentação rica nos nutrientes básicos, o que pode afetar o funcionamento do sistema imunológico, acarretando o seu enfraquecimento com consequente comprometimento de sua qualidade de saúde e de sua vida. É sabido que vários estudos demonstraram o impacto negativo da desnutrição no aumento da morbidade/mortalidade pela aids, ficando claro que a intervenção nutricional nos portadores tem sido recomendada pelos médicos devido a implicações nutricionais no combate aos efeitos da infecção pelo vírus

Autor: Frei Lunardi

Autor:

O Grupo Assistencial SOS VIDA nasceu legalmente em 28 de março de 1998 com o proposito de oferecer apoio e assistência a portadores do vírus HIV/AIDS. Após um ano, Padre Quinha pediu ao fundador que começasse a trabalhar também com Dependência Química. Passados dezesseis anos os atendimentos vão além destas duas patologias, a busca por diversos motivos fez com que a instituição abrisse o leque de atuação – Ir de Encontro com a Necessidade de Quem Nos Procura – que, em sua grande maioria, são pessoas de baixa renda. Os assistidos contam ainda, além dos atendimentos na sede da instituição, com o amparo de profissionais de saúde que atendem gratuitamente em seus consultórios e clínicas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s