Correios oferecem 1.012 oportunidades para o Rio

Correios oferecem 1.012 oportunidades para o Rio

POR ALINE SALGADO
odia.terra.com.br
28/03/2011

Rio – Depois de cinco meses de espera e dúvidas, enfim os Correios divulgaram os editais dos novos concursos. A empresa oferece, ao todo, 9.190 vagas, mais formação de cadastro de reserva, para todo o Brasil. As chances são para profissionais com Nível Médio, Técnico e Superior. Os ganhos variam de R$ 807,29 a R$ 3.211,58.

Para o Rio de Janeiro, há 1.012 oportunidades — 515 vagas para carteiro, 376 para operador de triagem e transbordo, 93 para atendente comercial (que exigem Nível Médio de formação). Além de duas chances a Técnico de Segurança do Trabalho, sete para administrador, oito para advogado, 11 para analista de sistemas, uma para assistente social, uma para relações públicas, duas para jornalista, duas para médico Clínico Geral e uma para dentista.

Quem se inscreveu na seleção anterior, que foi suspensa, e tiver interesse em entrar novamente na disputa, tem que realizar um novo cadastro. Os candidatos devem resgatar a taxa de inscrição até o dia 29 de abril nas agências próprias dos Correios.

Inscrições

O cadastro nos concursos já está aberto. Os interessados têm até o dia 5 de abril para se inscrever por meio do portal http://www.cespe.unb.br/concursos/. A taxa de participação varia de R$ 32 a R$ 63, dependendo do cargo.

A primeira etapa de avaliação, composta por provas objetivas, está prevista para acontecer no dia 15 de maio. Os candidatos ao cargo de carteiro e operador de triagem e transbordo terão ainda de passar por provas de capacidade física, que ficarão a cargo dos Correios.

Os aprovados no concurso terão salários de R$ 807,29 (a cargos de Nível Médio), de R$ 1.003,57 e R$ 1.494,46 (para Nível Técnico) e de R$ 3.211,58 para os de Nível Superior, mais benefícios.

Diretor Pedagógico da Academia do Concurso, Paulo Estrella orienta aos candidatos dar atenção às ‘pegadinhas’, tradicionais nas provas da banca, a Cespe/Unb. Segundo o especialista, a tática é ter calma ao ler o que é pedido nos enunciados das questões.

Exercitar a capacidade de interpretação é essencial

Diretor pedagógico do Curso Maxx, Alexandre Lopes, destaca que o aluno deve dar atenção igual às todas as disciplinas cobradas no concurso, especialmente porque a banca costuma explorar o conteúdo de forma transdisciplinar. “ O candidato que irá se destacar nesse processo seletivo será aquele que conseguir mostrar o maior conhecimento nos pontos explorados”, diz.

Professor de Português, Rian Geraisste, lembra que o candidato deve exercitar a capacidade de leitura. Isso porque a banca costuma cobrar, em todas as disciplinas, questões contextualizadas e que requerem profunda interpretação.

Candidato terá de provar que está em forma

Os melhores colocados nos testes objetivos dos cargos de carteiro e operador de triagem e transbordo seguirão para etapa de avaliação física. Nessa fase serão cobrados prova de barra fixa (três repetições para os homens e sustentação de 10 segundos na barra para as mulheres), corrida de doze minutos (2.200 metros para homens e 1.800 metros para mulheres) e testes de dinamometria (medição da força muscular).

Preparador físico para concursos, Fábio Azevedo orienta que os candidatos iniciem o treino físico o quanto antes. “O corpo precisa de, pelo menos, 15 semanas para se adaptar. Alimente-se bem e ingira bastante líquido, utilize roupas leves e procure treinar pela manhã. Isso porque a ação hormonal ajudará no processo de ganho de força e resistência”, afirma o especialista.

Autor:

O Grupo Assistencial SOS VIDA nasceu legalmente em 28 de março de 1998 com o proposito de oferecer apoio e assistência a portadores do vírus HIV/AIDS. Após um ano, Padre Quinha pediu ao fundador que começasse a trabalhar também com Dependência Química. Passados dezesseis anos os atendimentos vão além destas duas patologias, a busca por diversos motivos fez com que a instituição abrisse o leque de atuação – Ir de Encontro com a Necessidade de Quem Nos Procura – que, em sua grande maioria, são pessoas de baixa renda. Os assistidos contam ainda, além dos atendimentos na sede da instituição, com o amparo de profissionais de saúde que atendem gratuitamente em seus consultórios e clínicas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s