AIDS e “milagres”: um desafio.

http://shirleiweisz.blogspot.com

AIDS e “milagres”: um desafio.

Hoje, aproveitando o que meu grande amigo Bruno Vettore, postou em seu blog, eu gostaria de falar sobre algo que vem me assustando e muito ao zapaer a TV e me deparar com “pastores”, principalmente um com cara de coubói, que em um dos seus sermões afirmou que uma de suas seguidoras estava curada da AIDS. A seguidora afirmou ter parado o uso dos medicamentos que deveriam ser tomados diariamente; e simplesmente (isso ela não disse , mas como era uma moça dos seus vinte e poucos anos ) namora, faz sexo…e provavelmente, como pensa estar curada, está inoculando outras pessoas com o vírus HIV.
Ao assistir a lamentável e odiosa cena, como advogada que sou, fui ao Ministério Publico comunicar pessoalmente que no programa X que passa na emissora y, tinha acontecido o fato que narrei acima.
Semanas depois, zapeado pela TV, ouvi o mesmo pregdor dizer que haviam pessoas o perseguindo e que elas eram demoníacas. Que Jesus cura tudo. Até a AIDS. Enfim, me senti o “demônio” em pessoa né?
Graças ao bom Deus e sobre pressão do Ministério Público o programa desse senhor que se diz pastor, foi retirado do ar.
Eu acredito em milagres. Mas os milagres vem através de nossas mãos. Ao buscarmos a cura para o HIV e encontrar medicamentos que ajudem a prolongar os anos de vida do portador do vírus e mais do que isso, melhorar a qualidade de vida dessa pessoa.
Esse fato me fez lembrar de um homem muito religioso que estava se afogando. Ele dizia “Senhor meu Deus me salve!” … em poucos minutos apareceu uma barca e da barca alguém jogou uma corda. Mas, ele não quis. Disse apenas, “vou esperar Deus vir me socorrer”. O tempo foi passando ele cada vez mais fraco, se afogando de verdade, aí apareceu um helicóptero, jogou uma rede e ele não aceitou. “Deus vai me salvar insistia ele”. Não preciso dizer que o homem se afogou. Bem, ele chegou no céu furioso com Deus e foi falar com Ele. “Senhor eu sempre fui fiel, sempre segui seus passos, e o Senhor não me salvou?” Deus disse, você que não aceitou!Eu mandei um barco e um helicóptero para te resgatar, mas você não aceitou”. Moral da história: Deus existe ( ao menos eu acredito nisso ). Nos ama infinitamente. Mas Ele quando nos criou nos fez “à sua imagem e semelhança (….) para dominar sobre toda Terra”. Portanto, somos co-criadores da criação. Deus nos deu o lívre arbítrio e jamais interfere em nossas escolhas (mesmo quando erradas como as do homem narrado acima ), e mais, Deus age no mundo através dos homens. Dando-lhes inteligência para buscar a cura de doenças, nos dando a oportunidade de sermos transformadores do mundo. Sem o nosso trabalho, o milagre fica distante.
Quando a AIDS surgiu na década de 80 a expectativa de vida era ínfima. Hoje,as pessoas portadoras do HIV vivem muito mais e melhor. E isso sim, é um milagre! Quando todos pensavam não haver caminho para fazer essas pessoas viverem mais e com qualidade, surgiram os coquetéis, que devem ser tomados diariamente conforme a prescrição médica.
Vamos fazer um milagre hoje? Vamos gritar aos quatro cantos do mundo: ” A AIDS ainda não tem cura, mas tem tratamento!”. Eu disse “ainda”. E sabe porquê? Porque eu acredito em milagres vindos do Criador através de suas Criaturas, e que em breve, a cura vai chegar!
Que Deus abençoe à todos.
Shirlei Weisz

Autor:

O Grupo Assistencial SOS VIDA nasceu legalmente em 28 de março de 1998 com o proposito de oferecer apoio e assistência a portadores do vírus HIV/AIDS. Após um ano, Padre Quinha pediu ao fundador que começasse a trabalhar também com Dependência Química. Passados dezesseis anos os atendimentos vão além destas duas patologias, a busca por diversos motivos fez com que a instituição abrisse o leque de atuação – Ir de Encontro com a Necessidade de Quem Nos Procura – que, em sua grande maioria, são pessoas de baixa renda. Os assistidos contam ainda, além dos atendimentos na sede da instituição, com o amparo de profissionais de saúde que atendem gratuitamente em seus consultórios e clínicas.

2 comentários em “AIDS e “milagres”: um desafio.

  1. Londrina, 09 de março de 2011.
    Minha querida,
    Como entendo você. Depois de assistir vidas expostas nas mãos de pastores, ou se abandona a igreja e se adquire a verdadeira espiritualidade que respeita o próximo como a si mesmo, ou abandona-se e deixa-se pregar em uma cruz. Não se permita enganar por falsos profetas que acumulam dízimos recebidos em suas contas bancárias. Um grande abraço,
    Denise

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s