SOS VIDA INTERROMPE ATENDIMENTOS www.e-tribuna.com.br

SOS Vida interrompe assistência pelo município PDF Imprimir
Qua, 09 de Fevereiro de 2011 11:00
JANAINA DO CARMO
Redação Tribuna

 

Cal: mudança foi a única solução para impasse entre a ONG e o governo. / Roque Navarro

Após 13 anos de serviços prestados ao município, o Grupo Assistencial SOS Vida suspendeu por tempo indeterminado os atendimentos de assistência social aos portadores do vírus HIV encaminhados pela Prefeitura. Segundo o presidente da entidade, Antônio Carlos de Souza Pires, não havia outra solução para resolver o impasse que se formou entre a coordenação do Programa Municipal de DST/Aids e a ong.
“Chegamos ao nosso limite. Neste último ano, o SOS Vida tem sido alvo de injúrias e calúnias por parte de algumas pessoas. Não havia outra maneira se não suspender os atendimentos. Não era essa a decisão que eu queria tomar, mas foi a única saída”, lamentou.
Além das desavenças, o presidente do SOS Vida também acusa o município de não repassar as verbas mensais referentes ao convênio. Por mês, deveriam ser repassados R$ 1.772 à entidade. Para Antônio Carlos, a dívida não foi um dos principais motivos para a suspensão dos atendimentos, mas contribuiu para a decisão. “Estávamos realizando os serviços sem receber nada do governo. E talvez até continuássemos fazendo os atendimentos mesmo sem as verbas, se não fossem as calúnias e difamações de que estávamos sendo alvo”, enfatizou.
Nesses 13 anos, foram realizados mais de 140 mil serviços, entre atendimento médico ambulatorial, realização de exames e projetos de assistência social. De acordo com Antônio Carlos, todos os atendimentos relacionados à medicina especializada, distribuição de cestas básicas, alimentação e enxovais para bebês foram suspensos.
Segundo ele, apenas as consultas psiquiátricas continuarão sendo realizadas. “Não podemos interromper um tratamento psiquiátrico de uma hora para outra, por isso vamos continuar atendendo aqueles pacientes que já estão em tratamento conosco, mas não vamos aceitar novos encaminhamentos”, informou.
Para o vereador Samir Yarak, presidente da Frente Parlamentar de Aids, a suspensão dos atendimentos representa uma grande perda para a população. “Sabemos dos problemas envolvendo a ong e o coordenação do Programa Municipal DST/Aids. Vai ser um grande perda e esperamos que o município consiga suprir esses atendimentos que deixarão de ser feitos pelo SOS Vida”, comentou o vereador.
O vereador Wagner Silva, líder do governo na Câmara, também falou sobre a decisão do presidente do SOS Vida de suspender os atendimentos aos pacientes encaminhados pela Prefeitura. Para ele, é uma decisão “ruim para a cidade”. O vereador esteve nos últimos meses participando de encontros entre o presidente do SOS Vida, a coordenação do Programa Municipal DST/Aids e o chefe de gabinete Wilson Franca e chegou a pedir esclarecimentos ao município sobre o convênio, os repasses e um processo aberto no Ministério Público Federal que investiga a utilização de verbas públicas em um projeto de criação de uma rádio comunitária pelo SOS Vida. 

Autor:

O Grupo Assistencial SOS VIDA nasceu legalmente em 28 de março de 1998 com o proposito de oferecer apoio e assistência a portadores do vírus HIV/AIDS. Após um ano, Padre Quinha pediu ao fundador que começasse a trabalhar também com Dependência Química. Passados dezesseis anos os atendimentos vão além destas duas patologias, a busca por diversos motivos fez com que a instituição abrisse o leque de atuação – Ir de Encontro com a Necessidade de Quem Nos Procura – que, em sua grande maioria, são pessoas de baixa renda. Os assistidos contam ainda, além dos atendimentos na sede da instituição, com o amparo de profissionais de saúde que atendem gratuitamente em seus consultórios e clínicas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s